quarta-feira, 24 de outubro de 2007

Acessibilidade não é só na web

Ainda durante o EBAI, tive que me entender com uma das piores fechaduras que já vi. Falando em acessibilidade, pensei nas pessoas com dificuldades motoras. Para essas, seria impossível abrir a porta do auditório no qual ocorreram as palestras.

Foto da fechadura da porta do auditório
Para abrir a porta, é preciso empurrar a fechadura. Um caso claro de inacessibilidade!

A primeira vez que tive que abrir a porta, fiquei um tempo procurando a maçaneta. Não havia! Como abrir? Uma pessoa ao passar me esclareceu: eu deveria empurrar a fechadura, e ao mesmo tempo, puxar a porta! Uma combinação de ações completamente antagônicas.

Essa fechadura vai contra a apropriação que Donald Norman faz do termo affordances, sobre como percebemos a maneira de usar um objeto a partir de sua configuração formal. No caso dessa fechadura, não há referência possível – exceto algumas fechaduras igualmente ruins presentes em alguns carros.

As pessoas podem realmente complicar o que é pra ser extremamente fácil! Será que nunca ouviram falar em Design Universal?

1 comentário
Categorias:
permalink

1 comentário

  1. Eu também demorei muito a entender a porta do auditório. O mais engraçado é que, apesar de tudo no prédio parecer ser novo e bem feito, na hora de escolher a fechadura ninguém parou para pensar.

    Carol Leslie
    sábado, 27 de outubro de 2007
    20:47
    permalink

Fique à vontade, faça o seu comentário!




Seu comentário: