publicações: todas

2018

congressos

Qualidade do ar: tecnologia calma, visualização de dados e engajamento cidadão

O artigo apresenta o desenvolvimento de um sistema de visualização de dados relativos à qualidade do ar na cidade do Rio de Janeiro. O projeto fundamenta-se na proposta de Tecnologia Calma de Weiser e Brown (1996), e o sistema de visualização de dados desenvolvido segue os princípios dos Sistemas de Informação Ambiente. A visualização de dados é tratada como ferramenta de empoderamento, numa perspectiva de propiciar a discussão e o engajamento do cidadão no contexto das Cidades Inteligentes. O projeto utiliza uma metodologia orientada pela experimentação e prototipação, mantendo ciclos sucessivos em que cada protótipo produzido é analisado criticamente, gerando subsídios para a versão seguinte. Parte-se de uma discussão sobre os conceitos de Tecnologia Calma, Sistemas de Informação Ambiente e Cidades Inteligentes, para em seguida descrever o desenvolvimento do sistema de visualização de dados, discriminando os processos envolvidos, tecnologias empregadas, os partidos adotados e resultados obtidos.

Anais do P&D Design 2018, 13º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design

baixar PDF

2017

congressos
livros

O espectador e sua atenção indeterminada: notas sobre os níveis de atenção do espectador no espaço expositivo

O artigo analisa a relação da atenção com a atividade espectatorial, considerando os conceitos de computação ubíqua e os códigos e meios propostos no espaço expositivo
contemporâneo. A partir da análise de artefatos tecnológicos elaborados para oferecer ao público experiências de interação com a arte,desenvolve-se uma reflexão sobre o uso da
atenção do espectador em espaços expositivos. Ao observar como o espectador percorre o ambiente expositivo hoje em dia, é comum notar que a tecnologia está bem próxima da atividade contemplativa. O embasamento teórico se desenvolve a partir de estudos sobre a tecnologia calma (Weiser e Brown, 1996) e suas correlações com a atenção do espectador

16º Encontro Internacional de Arte e Tecnologia: #16.ART: Artis intelligentia: IMAGINAR O REAL. Porto: i2ADS - Instituto de Investigação em Arte, Design e Sociedade, 2017, v. 1, p. 198-205.

baixar PDF

congressos

Mapeamento de acessibilidade da Ufes

Apresentação realizada no 12º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design, P&D 2016, sobre o mapeamento de acessibilidade dos caminhos do campus Goiabeiras da Universidade Federal do Espírito Santo.

baixar PDF

livros

Sistemas de Informação Ambiente: leitura e engajamento nas cidades inteligentes

Artigo sobre Sistemas de Informação Ambiente como uma ferramenta para repensar a participação dos citadinos no desenho das cidades. Publicado no livro Urbanidades: mediações, organizado pelos colegas Rogerio Camara e Fatima Aparecida dos Santos, da Universidade de Brasília.

Rogério Camara; Fátima Aparecida dos Santos. (Org.). Urbanidades: mediações. 1ed.Brasília: Estereográfica, 2017, v. 1, p. 93-115.

baixar PDF

2016

congressos

Mapeamento de acessibilidade da Ufes: uma análise dos caminhos da Universidade Federal do Espírito Santo

O artigo trata do mapeamento de acessibilidade dos caminhos do campus Goiabeiras da Universidade Federal do Espírito Santo, para cadeirantes e para pessoas que apresentam alguma dificuldade de locomoção. Descreve-se a metodologia utilizada na análise dos caminhos, numa perspectiva de Design Centrado no Usuário, destacando-se a utilização da cadeira de rodas, que possibilitou identificar diferentes graus de dificuldade dos trajetos. Descreve-se ainda o sistema de representação desenvolvido para apresentar os resultados do diagnóstico, através de um mapa no qual pictogramas indicavam a natureza dos problemas encontrados, e os diferentes níveis de severidade percebidos nos trajetos eram indicados por padrões cromáticos.

Anais do P&D Design 2016, 12º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design

baixar PDF

2015

revistas científicas

Desenhe seu trajeto: visualização de dados sobre o uso do espaço e a participação de usuários no projeto de sinalização da Universidade Federal do Espírito Santo

O artigo discute a aplicação de métodos de Design Centrado no Usuário no desenvolvimento do projeto de sinalização da Universidade Federal do Espírito Santo. Descreve-se a metodologia utilizada na pesquisa com a comunidade da Ufes, que possibilitou identificar terminologias e marcos de referência utilizados pelos próprios usuários na descrição do campus da universidade. Destaca-se a aplicação de técnicas de visualização de dados para a identificação de padrões de comportamento do público frequentador do espaço. A partir da representação gráfica de trajetos descritos pelos usuários, foi criado um «mapa de trajetos» que permitiu perceber os trajetos com maior tráfego de pessoas, sendo possível distinguir rotas principais e secundárias. Essas informações serviram de base para a estratégia que orientou a localização dos elementos de sinalização a serem implantados no campus da universidade.

Infodesign: Revista Brasileira de Design da Informação (v. 12, n. 2, outubro 2015, Rio de Janeiro)

baixar PDF

2013

jornais e revistas

Computação nos objetos do cotidiano

Neste artigo discorro sobre a computação pervasiva e o que significa viver em um mundo onde os objetos passam a ter capacidade de processamento computacional. O artigo foi escrito especialmente para a edição comemorativa de 10 anos da revista Fonte, com o tema “Tecnologias inovadoras e seu impacto na vida do cidadão”. A revista Fonte é editada pela Prodemge, Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais.

Revista Fonte (ano 10, nº 13, dezembro 2013, Belo Horizonte)

baixar PDF