quinta-feira, 17 de março de 2011

Design nas coisas do cotidiano

Esse post não é uma referência ao Don Norman – mas bem podia ser.

Na verdade é só pra compartilhar uma experiência frustrada, fruto da falta de atenção ao projeto de embalagens. Um caso típico de como um projeto mal feito pode causar frustração, prejuízo, e eventualmente danos às pessoas.

A foto abaixo é de um conjunto de bisnagas do produto Araldite. Pra quem não conhece, é um adesivo à base de resina epóxi. O produto é apresentado em duas bisnagas: uma delas contém o adesivo propriamente dito, a outra contém um catalisador que acelera o processo de endurecimento da resina. Para usar o adesivo, é preciso misturar o conteúdo de ambas as bisnagas.

As bisnagas de araldite. Estariam as tampas corretas? Misturou, colou.

Ocorre que as tampas das bisnagas são facilmente confundidas. Ambas as bisnagas usam as cores vermelho e amarelo, de maneira que as tampas – uma amarela, outra vermelha – podem ser trocadas sem que se perceba.

Sempre que uso Araldite, tenho o cuidado de prestar atenção em qual tampa vai em cada bisnaga. Mas um dia me descuidei e troquei as tampas. Ora, cada tampa tinha resíduos do conteúdo de sua bisnaga – adesivo e catalisador. Uma vez em contato com o seu par, ambas endureceram ao ponto de se tornar impossível abrir novamente a tampa.

Isso seria facilmente evitado se cada embalagem usasse somente uma cor. O sentido de conjunto permaneceria por outros elementos (como a tipografia e a própria composição da embalagem, idêntica em ambas as bisnagas), sem prejuízo da identidade visual do produto. E com mínimas chances de trocar as tampas, uma vez que corresponderiam exatamente a cor da bisnaga em questão. Não é preciso ser um gênio em Design da Informação. Basta bom senso.

Fico imaginando que pessoas com a mesma falta de cuidado ao projetar essas embalagens estão por aí, projetando embalagens de remédios e outros itens, que podem trazer prejuízos bem mais sérios e mais caros às pessoas do que uma simples bisnaga de adesivo impossível de abrir.

2 comentários
Categorias:
permalink

2 comentários

  1. E os produtos de bebê com tampas pequenas e soltas, ótimas para a criança engolir? Porque não uma tampa que fica presa (tipo a do Hipoglós, que é boa)? Tem um produto para nariz aqui que tem uma tampa pequena, solta e – transparente!! A mãe não vê, esuqece no berço, a criança pega, engole e pronto (ou engasga, melhor ainda). Eu não consigo entender o que esses designers têm na cabeça. Será que ninguém na empresa tem filho, para perceber o absurdo?

    Barbara
    sexta-feira, 18 de março de 2011
    5:24
    permalink
  2. Vacilo mesmo.
    Será que não é de propósito?
    “Eles” devem adorar esse fim precoce do kit…

    Mairus
    sexta-feira, 18 de março de 2011
    16:46
    permalink

Fique à vontade, faça o seu comentário!




Seu comentário: