terça-feira, 31 de janeiro de 2006

Festival Nacional do Choro

Acabo de voltar do II Festival Nacional do Choro, realizado entre os dias 22 e 30 de janeiro. Um evento dedicado ao Choro, gênero musical genuinamente brasileiro de uma riqueza inexplicável.

roda de choro no Festival
Rodão de choro em uma das noites do festival. Um privilégio poder tocar em uma roda com “feras” como Luciana Rabello, Proveta, Maurício Carrilho, e Pedro Amorim.

Foi uma semana inteira de muita música, estudando das 9h às 18h, uma imersão total. De noite sempre ocorria um evento, show, roda…e, claro, ao final dos eventos oficiais a turma continuava reunida, em rodas de choro, samba e até forró. A bagunça durava invariavelmente até as 5 da manhã, tendo gente que se animava e literalmente virava a noite no samba. Uma festa em todos os sentidos!

No festival pude perceber que o choro está forte, mais forte do que nunca. Foram 247 inscritos de todo o Brasil e ainda estrangeiros vindos da França, Argentina e Estados Unidos. Diversos músicos de alto nível estão surgindo, além de pequenos fenômenos que mal completaram 18 anos e já despontam como exímios músicos e instrumentistas.

Sem dúvida uma semana inesquecível para quem participou, e um marco na história da música brasileira, graças ao talento, dedicação e espírito de Maurício Carrilho, Luciana Rabello e Pedro Aragão, “mentores” e organizadores desse evento.

sem comentários
Categorias:
permalink

Sem comentários até agora...não quer ser o primeiro? ;-)

Fique à vontade, faça o seu comentário!




Seu comentário: