sábado, 11 de janeiro de 2003

The Star Wars Holiday Special

Há muitos verões atrás, nas célebres noites de natal na casa de meus avós na Tijuca, assisti a um filme curioso, no qual os principais personagens eram Wookies. Sim, isso mesmo, um bando de Chewbaccas saracoteavam pela tela.

Cresci e nunca cheguei a entender que diabos eu tinha visto na TV. Era um filme da trilogia? Um trecho que foi cortado? Um especial? Uma série de TV com os personagens? Fato é que o negócio ficou tão mal explicado que por vezes eu duvidei de minhas memórias – que nunca foram muito boas…costumo dizer que só tenho processador, não tenho memória.

Pois então, navegando pela web dei de cara com uma matéria da Play que, ao esculhambar o merchandising sanguessuga em torno de Guerra nas Estrelas, desvendou o mistério. Leia o trecho abaixo:

Nada disso, porém, supera The Star Wars Holiday Special, o programa de TV de 1978 que George Lucas quer esquecer. Feito com um orçamento baixíssimo, mostra a mulher e os dois filhos (!) de Chewbacca enquanto eles o esperam para as comemorações de um tal Dia da Vida, feriado do planeta wookie que se assemelha ao Natal dos terráqueos. Não existe roteiro, e as cenas da família de Chewbacca são costuradas por um desenho animado (que mostra a primeira aparição do caçador de recompensas Boba Fett), imagens não-aproveitadas de Guerra nas Estrelas e um número musical com o horrendo Jefferson Starship.

A parte mais triste é uma participação totalmente descabida de Carrie Fischer. Caracterizada como Princesa Leia, a atriz tenta cantar o tema de Guerra nas Estrelas na atuação mais constrangedora de sua carreira. Anos mais tarde, George Lucas declarou que se tivesse um martelo e tempo suficiente quebraria todas as cópias piratas de The Star Wars Holiday Special. Está explicado o porquê do programa jamais ter sido reprisado ou lançado em vídeo. Melhor assim, a humanidade não precisa de mais essa desgraça.

Explica-se porque eu mal lembrava do tal episódio…levando-se em conta o atraso com que essas coisas chegavam ao Brasil, imagino que deva ter passado aqui em 1980. Eu devia ter 8 anos de idade. Não lembro de muita coisa desse período…

Pelo menos agora sei que aconteceu mesmo! E o filme era meio nada a ver mesmo, mas eu gostei na época!

sem comentários
Categorias:
permalink

Sem comentários até agora...não quer ser o primeiro? ;-)

Fique à vontade, faça o seu comentário!




Seu comentário: