domingo, 24 de junho de 2001

Sociedade do Desconhecimento

Nando comenta sobre a Sociedade do Desconhecimento, ou da Desinformação…informação não significa conhecimento.

Isso me lembra umas conversas que eu tinha na faculdade sobre o tema…já escrevi há algum tempo, durante minha odisséia acadêmica do mestrado, sobre isso. Há um conceito de ‘media literacy’ que tem muito a ver com isso aí, e que me lembra uma conversa sobre alfabetização que tive na época.

O que é ser alfabetizado? É simplesmente saber ler e escrever? Pode-se dizer que minha faxineira, que lê meus bilhetes e escreve canhestramente os dela é tão alfabetizada quanto eu? Quando se discute alfabetização, tem que se levar em conta o uso social que se faz da informação. Não dá pra colocar numa mesma categoria minha faxineira e eu. Não somos considerados igualmente ‘alfabetizados’ só porque ambos reconhecemos e operamos os signos do alfabeto e da língua portuguesa, já que a dimensão de uso dessas informações básicas é completamente diferente. Dessa discussão veio um conceito que foi usado por muito tempo, o de alfabetização funcional.

Voltando ao ‘media literacy’, ampliou-se o conceito de alfabetização funcional para tudo o que se relaciona com o entendimento e uso dos meios de comunicação, incluindo aí a Internet e todo o volume monstruoso de dados que contém.

Para ser considerado “letrado em mídia” (?), não basta ter acesso às informações. Há que se fazer um uso socialmente válido do conteúdo disponível, ou ainda, transformar a informação não só em conhecimento, mas em uma ação socialmente válida. É por isso que acho que estamos na sociedade da informação, não do conhecimento.

Não vou nem entrar no mérito do que é ‘socialmente válido’, muito menos sobre se as informações que circulam podem vir a gerar algum conhecimento que preste pra alguma coisa bacana, realmente transformadora…isso é conversa que deve acontecer na universidade ou no botequim.

Abandonei a primeira após a maratona do mestrado, só me resta aguardar meus camaradas no boteco para discutir tema tão auspicioso!

sem comentários
Categorias:
permalink

Sem comentários até agora...não quer ser o primeiro? ;-)

Fique à vontade, faça o seu comentário!




Seu comentário: